SEJAMOS ATALAIAS


"Quando eu disser ao perverso: Certamente, morrerás, e tu não o avisares e nada disseres para o advertir do seu mau caminho, para lhe salvar a vida, esse perverso morrerá na sua iniquidade, mas o seu sangue da tua mão o requererei. Mas, se avisares o perverso, ele não se converter da sua maldade e do seu caminho perverso, ele morrerá na sua iniquidade, mas tu salvaste a tua alma." Ezequiel 3.18-19

Texto áureo Ezequiel 3.16-27

Ezequiel foi um profeta contemporâneo do profeta Daniel, os dois eram mais ou menos da mesma idade. Ezequiel foi profeta no período do cativeiro e seu ministério teve duração de vinte dois anos. Alguns estudiosos afirmam que provavelmente ele tenha sido discípulo de Jeremias, o profeta chorão.
Assim como Jeremias, ele era sacerdote, Ez. 1.3 . Ele vivia em uma colônia em Tel-Abib, no rio Quebar, um canal de irrigação do Rio Eufrates, Ez. 3.15. Portanto, Ezequiel vivia como cativo, exilado na Babilônia, vivia a contrariedade de estar longe de sua terra natal. Assim, teria ele motivos para ser revoltado, todavia Ezequiel deu ouvidos ao chamado de Deus para profetizar aos filhos da Casa de Israel que se encontravam cativos. Chamado à falar a uma casa rebelde. Bem como Isaías, Ezequiel teve visões do mundo sobrenatural o que o fez firmar se no Senhor e abraçar o ministério profético.

Ao chegar a Tel-Abib, após sete dias assentado atônito junto ao povo daquele lugar veio a palavra do Senhor a Ezequiel, Ez. 3.16,17. O Senhor o levantará para ser um atalaia na Casa de Israel, e de tudo quanto ele ouvisse da parte do Senhor deveria anunciar ao povo.

Sua fala ao perverso teria por escopo alertar e fazer com refletindo, pudesse se arrepender. A recusa de Ezequiel em não falar o que o Senhor ordenara faria recair sobre ele a culpa do perverso. Ao anunciar o que Deus ordenara, e o perverso se convertendo haveria salvação.

“Quando eu disser ao perverso: Certamente, morrerás, e tu não o avisares e nada disseres para o advertir do seu mau caminho, para lhe salvar a vida, esse perverso morrerá na sua iniquidade, mas o seu sangue da tua mão o requererei. Mas, se avisares o perverso, ele não se converter da sua maldade e do seu caminho perverso, ele morrerá na sua iniquidade, mas tu salvaste a tua alma.” Ezequiel 3.18-19

Da mesma maneira Ezequiel deveria alertar o justo quanto este se se devia do caminho do Senhor. Vv.20,21. A missão de Ezequiel seria árdua, pois falaria a povos rebeldes, prevaricadores, duros de semblantes e obstinados de coração. Ez. 2.2-4.

Atalaia significa sentinela, vigia; aquele soldado que ficava na torre vigilante e deveria anunciar aproximação de pessoas ao forte, deveria reconhecer quem se aproximava e anunciar para que todos ficassem a postos; ele deveria guardar sua posição. Com grande atenção. Ezequiel era o atalaia do Senhor que anunciava o que ouvia, não poderia nunca adequar a voz do Senhor ao que ele achava ou pensava. Não podia ele conjecturar, mas falar tanto ao perverso quanto ao justo o que ouvira do Senhor.

Assim como Ezequiel nós que fomos chamados das trevas para a maravilhosa luz, devemos ser anunciadores do Reino de Deus, anunciando o que as Sagradas Escrituras testificam. Levando ao pecador a palavra de salvação e aos salvos palavras de exortação, edificação, consolação e admoestação sempre sob direção do Espírito Santo. O Espírito Santo é o poder que nós temos para testemunharmos das grandezas de Deus e anunciarmos o Evangelho do Senhor Jesus.

“...mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda Judeia e Samaria e até os confins da terra.” Atos 1.8

Nossa experiência sobrenatural com o Espírito Santo nos capacita ao exercício do Reino de Deus, nós temos por ordenança ir e pregar. Tendo por dizer sim, sim, não, não, ou seja, dentro daquilo que o Senhor nos ordenou. Tendo o conhecimento que a missão de pregar o evangelho foi delegada a igreja de Cristo, aos homens, e que cada um participante do Reino deve ter por desvelo ganhar almas e instruí-las no caminho.

O apóstolo Paulo escreveu aos coríntios:

“Pois também se a trombeta der sonido incerto, quem despertará para a batalha? Assim vós, se com a língua, não disserdes palavra compreensível, como se entenderá o que dizeis ? Porque estareis como se falásseis ao ar. Há, sem dúvida, muitos tipos de vozes no mundo; nenhum deles, contudo sem sentido.” I Corintios 14.8-10

Neste texto falando a cerca do dom de profecia e dom de línguas, ele, apóstolo Paulo, faz alusão à função do atalaia que na torre tinha que dar o toque certo na corneta para que os soldados soubessem do que se tratava. Se fosse o toque de guerra todos de pronto se posicionariam. Desde modo cada um salvo em Cristo deve viver uma vida coerente com a verdade do Pai e ser testemunha do poder de Deus. Anunciando a palavra para que muitos sejam salvos e assim tenha vida em Cristo!

Sejamos, pois atalaias de Deus!

Oração: Senhor que eu possa cumprir a tua ordem sobre minha vida, que eu possa anunciar o teu evangelho a todos quanto o Senhor e der a oportunidade, até mesmo aos duros e rebeldes de coração e que meu falar seja o que o Senhor me ordenar. E que como João batista eu seja a tua voz em o nome do Senhor Jesus, amém!

Por João Batista
Link: https://www.facebook.com/groups/90diasdebiblia/permalink/1137733819591338