A PONTUALIDADE DE DEUS E A DINÂMICA DO HOMEM


Deus é soberano, supremo, absolutamente fiel, justo, verdadeiramente bom, santo, excelso, magnífico, sublime e muito mais, o homem é limitado, pequeno, infiel para com os outros e com ele mesmo, injusto, mal, perverso, se corrompe facilmente e muito mais... ao ler isso você facilmente sente o peso e reconhece que isso tudo é verdade, mesmo que seja duro, e mesmo que você não reconheça isso perante outros homens.

Neste momento em que a nossa nação vive, com a crise política, o que mais vemos são homens se defendendo, e muitas vezes deles mesmos e daquilo que eles mesmos praticaram, mas o ponto crucial é que jamais o homem sem Deus se auto avalia e consegue se perdoar e ser perdoado. É real que todo ser humano é falho, até mesmo os grandes homens e mulheres das escrituras erraram, e seus erros trouxeram grande mal, tanto para eles e suas famílias e como muitas vezes para uma nação inteira e várias gerações.

Quando olhamos para o amor de Deus, entendemos que Ele não folga com o pecado, não dá um “jeitinho brasileiro” e ao mesmo tempo não deixa de amar verdadeiramente o homem. Pensando nisso, vemos como Deus é pontual, Ele não esquece do pedido, da oração, da lágrima, do sofrimento, do aperto, da necessidade, da injustiça, da dor, da solidão do homem... Deus é pronto em atender, pronto em acolher, pronto em amar, nós como seres humanos muitas vezes temos dificuldade em esperar o tempo certo, porque todas as coisas são possíveis para Deus, mas não recebemos na hora em que pedimos porque existe um processo de amor em torno disso, porque se muitas vezes não recebemos de imediato é porque não estamos preparados para receber, por que se recebêssemos no momento não seria benção e poderia se tornar uma maldição, aliás, uma das frases mais certas que já ouvi na minha vida foi essa, que benção na hora errada se torna uma maldição.

Analisando a situação de Ezequias e Senaqueribe, descrito em 2 Crônicas 32:13-15 observamos que Senaqueribe estava amedrontando, apertando, levantando coisas contra Ezequias:

“Não sabeis vós o que eu e meus pais fizemos a todos os povos das terras? Porventura puderam de qualquer maneira os deuses das nações daquelas terras livrar o seu país da minha mão? Qual é, de todos os deuses daquelas nações que meus pais destruíram, o que pôde livrar o seu povo da minha mão, para que vosso Deus vos possa livrar da minha mão? Agora, pois, não vos engane Ezequias, nem vos incite assim, nem lhe deis crédito; porque nenhum deus de nação alguma, nem de reino algum, pôde livrar o seu povo da minha mão, nem da mão de meus pais; quanto menos vos poderá livrar o vosso Deus da minha mão?"

Os oficiais de Senaqueribe desafiaram ainda mais a Deus, ao Senhor, e ao seu servo Ezequias. Senaqueribe também escreveu cartas insultando o Senhor, o Deus de Israel, e o desafiando:

"Assim como os deuses das nações das terras não livraram o seu povo da minha mão, assim também o Deus de Ezequias não livrará o seu povo da minha mão." 2 Crônicas 32.17

E Deus respondia, incentivando os homens:

“Esforçai-vos, e tende bom ânimo; não temais, nem vos espanteis, por causa do rei da Assíria, nem por causa de toda a multidão que está com ele, porque há um maior conosco do que com ele" 2 Crônicas 32:7

E Ezequias venceu... E mesmo assim, após isso, Ezequias e o povo de Jerusálém se tornaram orgulhosos e não corresponderam ao que Deus esperava deles, e após a ira de Deus se acender contra ele, eles se humilharam e reconheceram seu orgulho, Deus os perdoou e os abençoou com muitas riquezas, rebanhos e etc.

A dinâmica do homem está em que ele sem Deus se torna nada, predisposto a ceder as suas vontades, a sua maldade que lhe é natural e habita em seu próprio coração, ele pode acertar e errar mesmo tendo uma “bagagem com Deus” de bênçãos, de milagres, mas o importante é que o homem deve se voltar para Deus em todo tempo, diante das suas tristezas, alegrias, dores e vitórias, esperando Nele a maior vitória, que é a Vida Eterna com Cristo, aguardando a Reino dos Céus.

Nós somos nada, e ao mesmo tempo somos tudo! É uma ambiguidade, pois se para outras pessoas somos nada, Deus nos dá o devido valor, e também o diabo, pois ele insiste em colocar na mente do homem algo mentiroso, dizendo que ele não vale nada, que não há perdão, que não tem jeito, que o tempo passou e a chance se perdeu...Não deixe o inimigo roubar isso de você! Seu valor é muito maior do que você pode imaginar!

Em Salmos 86: 5 vemos um clamor e uma afirmativa maravilhosa “Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade para todos os que te invocam”.

Deus é pontual, atua na hora certa, mesmo que muitas vezes pareça estar demorando, ou o tempo se espreitando, ou aquela dificuldade está chegando... e mesmo o homem tendo a dinâmica de errar, em desistir, em desconfiar, Deus é pronto e fiel em perdoar, amar e agir na hora certa, o ponto mais importante?.... é PERMANECER!

Por Mariana Domingues
Link: https://www.facebook.com/groups/90diasdebiblia/permalink/1124265997604787