O SANGUE DO CORDEIRO


"O sangue será um sinal para indicar as casas em que vocês estiverem; quando eu vir o sangue, passarei adiante. A praga de destruição não os atingirá quando eu ferir o Egito." Êxodo 12:13 (NVI)

Pagar o pecado com o sangue era algo comum no contexto de Justiça do inicio da humanidade, ainda sem lei, contudo instruídos por Deus os patriarcas tinha esses valores, essa referência de Justiça.

Esse ensinamento foi dado por Deus de forma bem mais clara a Noé: "A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis. Certamente requererei o vosso sangue, o sangue das vossas vidas; da mão de todo o animal o requererei; como também da mão do homem, e da mão do irmão de cada um requererei a vida do homem. Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado; porque Deus fez o homem conforme a sua imagem."
Gênesis 9:4-6

Um exemplo disso e que quando José finge que não conhece seus irmãos e os prende, Ruben diz uma frase muito interessante: "Ruben respondeu: 'Eu não lhes disse que não maltratassem o menino? Mas vocês não quiseram me ouvir! Agora teremos que prestar contas do seu sangue'”. Gênesis 42:22 (NVI)

Prestar contas de seu sangue era, pagar pelo que haviam cometido, ele ligou o sofrimento que eles estavam passando com o que eles fizeram para José. Isso é algo nítido na narração bíblica do Gênesis, não só aqui, mais em vários lugares, outro exemplo, Caim e Abel, o sangue de Abel era um clamor a Deus após este ser assassinado pelo seu irmão.

Após a morte de José, a geração do faraó que tinha por estima o Governador do Egito e sua família havia morrido, e o que ocupava o trono não mais tinha esse respeito, então ele vê que o povo hebreu esta se multiplicando muito depressa e que são prósperos e férteis em tudo que fazem, e ordena que eles se submetam à escravidão e os oprimia. Deus ouve o sofrimento do povo, aparece a Moisés e o chama para ser o libertador dos hebreus. e começa uma grande disputa, Moisés e Arão sendo usados por Deus para lançar pragas, e faraó, ora deixando que o povo saísse, voltava atras de ultima hora e não permitia mais a liberdade do povo, e Deus, pelas pragas, forçando Faraó a ceder, até que o ultimo juízo de Deus sobre o Egito é dado: Todos os primogênitos do Egito iriam morrer! Então, a morte deles decretada por Deus, naquela noite sofreriam a ultima desolação, para que o povo hebreu pudesse ser livre.

Então o ponto mais interessante de toda a narrativa, um sinal, que mostra na linguagem do passado o que haveria de acontecer no futuro, na plenitude dos tempos, e cordeiro seria sacrificado, sem quebrar os seus ossos, e o sangue dele tinha que ser passado nos umbrais da porta. a casa que o sangue do cordeiro estivese aparente, o primogênito dessa família sobreviveria. e a carne deveria ser totalmente consumida na mesma noite ou queimada totalmente, não poderia sobrar para o próximo dia, e essa foi instituída como a Pascoa do Senhor, para os hebreus comemorarem. assim ocorreu e faraó permitiu a saída do povo.

Esse cordeiro era figura do Cristo, que morreria no futuro por todos os pecados. Logo depois de livres do Egito, atravessado o mar vermelho, e quando a lei de Moisés entra em ação e começam a ser feitos os rituais de purificação no tabernáculo, os sacrifícios começam a fazer parte da cultura dos hebreus. Segundo o que Deus disse a Noé o sangue satisfazia a Justiça, e retirava a Ira de Deus, por isso os sacrifícios foram intitulados, para que , no lugar do próprio pecador, o sacrifício o "Representasse", assim, quando eles viam um animal sendo morto, eles sabiam, que aquela morte deveria ser a dele, isso ja é o esboço do plano eterno de Deus para Salvar o homem, apresentado desde o principio.

"E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão."
Hebreus 9:22

"Porque tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, pode  aperfeiçoar os que a eles se chegam. Doutra maneira, teriam deixado de se oferecer, porque, purificados uma vez os ministrantes, nunca mais teriam consciência de pecado. Nesses sacrifícios, porém, cada ano se faz comemoração dos pecados. Porque é impossível que o sangue dos touros e dos bodes tire os pecados."
Hebreus 10:1-4

Aqui o autor de Hebreus diz que esses sacrifícios eram apenas comemorativos e era impossível que eles retirassem o pecado, e, assim mesmo que esse mistério da morte do Cristo é revelado de uma maneira ampla, abrangente.

"Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e elas mesmas são as que dão testemunho de mim;"
João 5:39

Jesus disse essa frase acima, pois de fato, as escrituras davam testemunho dele, os sacrifícios, eram figura de sua morte, que haveria de acontecer: "Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação."
Hebreus 9:28

O sacrifício de Jesus nos representa, ele cumpre a Justiça, livra-nos do Juízo, afasta a ira de Deus, e nos dá remissão dos pecados, todas as ofensas, erros, maldades, homicídios e desobediência dos homens foi lançado sobre Jesus, e a Ira de Deus estava sobre seus ombros, ele carregou todo esse desprezo, humilhação e amargura, suportou essas dores terríveis, sendo puro, sendo inocente, para que nós pudéssemos com confiança entrar no Santo dos Santos, purificados, vivos dentre os mortos, somente pela Fé, a Fé no seu sacrifício, a Fé de que o seu puro e imaculado sangue é suficiente para nos redimir, age de forma semelhante nas nossas vidas hoje, como a daquele cordeiro no Egito, o sangue esta sobre nós, os que creem, a condenação passará longe das nossas portas, porque somos justificados pela Vida de Jesus.

"Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus. Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa. Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu."
Hebreus 10:19-23

Por Jefferson Madera