#24 DEVOCIONAL - HUMILDADE


Depois do Evangelho começar a ser pregado, o livro de Atos narra a conversão e viagens missionárias de Paulo, que antes, conhecido como Saulo, era perseguidor da Igreja, sendo presente na morte de Estevão.

Paulo é levado diante de vários reis e tribunais, passando por espancamento, aflições, naufrágio, perseguições, enfim, padeceu varias coisas durante sua trajetória como apóstolo, como foi profetizado por Ananias:

"Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel. E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome."
Atos 9:15-16

Essa visão que Jesus deu a Ananias, mostra o zelo que o Senhor Jesus teve com o apóstolo Paulo, Ele seria uma peça chave, e até hoje é, no entendimento do evangelho, um herói da Fé, seus ensinamentos, suas cartas enriquecem o Novo Testamento, como grandiosas revelações de Cristo para as Igrejas.

Ele pregou sobre as grandezas de Deus com profundidade como o Apóstolo João e também pragava sobre a vida cotidiana dos crentes em Jesus, em coisas simples e complexas, Paulo era muito usado por Deus. Foi dada a ele responsabilidade de anunciar o evangelhos ao gentios, teve muitas dificuldades também para ser aceito dentro do convívio dos próprios apóstolos, pois o temiam pelo seu passado, mas depois de aceito começou exercer seu ministério, o qual aprendeu diretamente de Jesus:

"Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo."
Gálatas 1:11-12

Se fizermos um paralelo entre Judas e Paulo, veremos a mesma ideia retratada no trecho de Romanos 5 em que Paulo diz:

"Logo, assim como por meio da desobediência de um só homem muitos foram feitos pecadores, assim também, por meio da obediência de um único homem muitos serão feitos justos."
Romanos 5:19

Obviamente ele se refere a Adão e a Jesus no versículo acima, mas se pensarmos em Judas e Paulo, também chegaremos a conclusão que por meio da avareza de Judas. Jesus foi traído, e por meio de um acontecimento determinante na vida de Paulo, Jesus foi extremamente exaltado e conhecido. Este fator foi a sua humilhação. Vamos ver o que ele diz no livro de Filipenses:

"Circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; segundo a lei, fui fariseu; Segundo o zelo, perseguidor da igreja, segundo a justiça que há na lei, irrepreensível. Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo."
Filipenses 3:5-8

Paulo foi humilhado, tudo o que ele acreditava e era zelozo, toda base da sua religião e confiança de que ele era de Deus, foi confrontado por Jesus, quando ele o deixou cego, e mostrou pra ele sua insignificância, ficou dependente dos outros e só voltou a enchergar quando Ananias impôs as mãos sobre ele, a mando de Jesus, e mesmo depois dentro do seu ministério foi tratado por Deus para que ele não se exaltasse pela tamanha revelação que a ele era dada.

A humildade e submissão a Jesus é que nos garante que poderemos ter a nossa fé segura até o fim, não podemos perder a simplicidade de ser como uma criança, que depende do pai, que na verdade, precisa sempre dos seus cuidados e precisa ser guiado por ele.

Nada mais nos resta senão confiarmos na sua palavra de todo o coração.

"E é por Cristo que temos tal confiança em Deus; não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus, O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica."
2 Coríntios 3:4-6

Quando nossas fraquezas e nossas limitações são expostas à nós por Jesus, tendemos a nos entristecer, e lamentar, isso aconteceu com a igreja de Corinto, quando o apóstolo Paulo repreendeu eles com a primeira carta. No trecho da segunda carta ele diz:

"Agora folgo, não porque fostes contristados, mas porque fostes contristados para arrependimento; pois fostes contristados segundo Deus; de maneira que por nós não padecestes dano em coisa alguma. Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte."
2 Coríntios 7:9-10

Se as Palavras de Jesus tem sido duras contra você, é hora de se humilhar e reconhecer suas falhas, porém saiba que tudo isso é porque ele ama e cuida de você, e porque o plano dele para seu futuro é glorioso, a vida eterna com Deus.

"Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes."
Tiago 4:6b

Por Jefferson Madera
Leia post original aqui.