#04 DEVOCIONAL - SOMOS REALMENTE JUSTOS EM NOSSOS JULGAMENTOS


Quando alguém se propõe a realizar a leitura das escrituras em noventa dias, com certeza em algum momento vai se perguntar. Será mesmo necessário tudo que está escrito? Mas ai eu deixo um questionamento: Estamos aptos a entender e cumprir o que Deus quer realmente de nós? Ou nossa frívola maneira de ser, muitas vezes, nos lança contra a vontade de Deus?

Então vamos lá, o Apóstolo Paulo responde: Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; 2 Timóteo, e se toda escritura é divinamente inspirada, o juízo perfeito que está em números 5: 11-29, mostra exatamente a confiança que devemos ter em Deus para que Ele seja o nosso justo juiz. Vejamos o texto:

“Falou mais o Senhor a Moisés, dizendo: Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando a mulher de alguém se desviar, e transgredir contra ele, De maneira que algum homem se tenha deitado com ela, e for oculto aos olhos de seu marido, e ela o tiver ocultado, havendo-se ela contaminado, e contra ela não houver testemunha, e no feito não for apanhada, E o espírito de ciúmes vier sobre ele, e de sua mulher tiver ciúmes, por ela se haver contaminado, ou sobre ele vier o espírito de ciúmes, e de sua mulher tiver ciúmes, não se havendo ela contaminado, Então aquele homem trará a sua mulher perante o sacerdote...” 

Gostaria que você concluísse a leitura até o versículo 29. Porque nesse capítulo, Deus confere ao sacerdote não o poder para julgar, mas sim a habilitação para realizar o rito do julgamento. Não há como não dizer, que ai não se constituiu um juízo perfeito. POIS O DEUS QUE TUDO VÊ ERA O JUIZ!

Nos dias de hoje, por muitas vezes, nos precipitamos em fazer julgamentos prévios, sem antes consultarmos ao Senhor e saber qual é realmente a sua vontade para nossas vidas. Pode-se dizer que, em muitos casos, a vontade de Deus em nossas vidas vai ser obedecida até onde ela concordar com as nossas.

De repente você pode dizer assim: “Eu, proceder assim, jamais!!! Vou ser fiel ao meu Deus em tudo!!!”, E é óbvio que eu vou te questionar: Será? Será mesmo???

Moisés que era um homem separado por Deus, que recebeu dele os mandamentos, homem a quem Deus falava diretamente. No momento em que recebeu a famigerada “pressão popular”, acabou cedendo e ferindo a rocha, como está descrito em Números 20:11.

E nós estamos acima de Moisés? Hum...julgue você mesmo, eu acredito que não. Devemos pois, ser desejosos de ter o Espírito Santo como nossa direção exclusiva para as decisões desta vida, pois Ele sim nos equilibrará, dará sobriedade e nos guiará em toda a verdade. 

“Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir." João 16:13

LEMBRANDO QUE O MESMO ESPÍRITO QUE "PODE" ESTAR EM NÓS. ERA O MESMO QUE PROCEDIA AO JULGAMENTO DA SUPOSTA ADÚLTERA ACIMA CITADA.

É sabido de todos que todo pecado gera uma consequência. No caso de Moisés, esta foi de seu povo não entrar na terra prometida. E no nosso caso?.... Ah, você já sabe!

Quando o Senhor Jesus em Mateus 24, fala sobre o princípio das dores, após citar inúmeras perseguições e confusões, Ele encerra “Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. Mateus 24:13”. Não por acaso, as mesmas palavras estão reproduzidas em Mateus 10:22 e Marcos 13:13.

A entrada na terra prometida, em alguns aspectos, está intimamente ligada à entrada na vida eterna, a diferença é que Jesus JÁ preparou o caminho, em contraponto a Moisés e a Arão, que não crerão em Deus e com isso os filhos de Israel não entraram na terra que mana leite e mel.

Então vai lá:
  • Ame ao Senhor sobre todas as coisas;
  • Seja fiel! Quando pressionado, não ceda! I Cor. 10:13;
  • Não jugue precipitadamente;
  • Não ande segundo o conselho dos ímpios;
  • Guarde a fé, principalmente para que obtenha êxito nos dias maus;
  • Persevere até o fim!

Na eternidade veremos que tudo valeu a pena, e que o que fizemos e suportamos, ainda foi muito pouco.

Deus abençoe a todos!

LOUVADO SEJA O NOSSO SENHOR JESUS CRISTO!!!!

Por Aroldo Xavier
Leia a postagem original aqui.