#07 DEVOCIONAL - SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS


"Porém disse o Senhor a Samuel: Não atentes a sua aparência, nem para a altura de sua estatura, porque eu o tenho rejeitado, porque o Senhor não vê como vê o homem, porque o homem vê o que está adiante de seus olhos, porém o Senhor vê o coração."
I Samuel 16:7

O Senhor ordena ao profeta Samuel ir a Belém na casa de Jessé convidá-lo ao sacrifício, e lá ungir como rei de Israel uns de seus filhos. Munido do óleo da unção, Samuel parte de Ramá à Belém. Ao chegar santificou Jessé e seus filhos e os convidou ao sacrifício (vv.5).

O pai então faz subir seus filhos a presença do profeta. Samuel ao se deparar com Eliabe, o mais velhos dos irmãos, jovem de boa aparência e postura militar, caminha em direção dele para ungi-lo, pois julgando pela sua aparência e condição de primogenitura, deduziu ser ele o escolhido. 

Foi então interpelado pelo Senhor que lhe disse: “Não atentes a sua aparência, nem para a altura de sua estatura, porque eu o tenho rejeitado, porque o Senhor não vê como vê, o homem, porque o homem vê o que está adiante de seus olhos, porém o senhor vê o coração", aqui se observa como Samuel julgava as qualidades necessárias de uma pessoa ser tornar rei (16.6) e como o Senhor julga. (16.7) O povo já havia escolhido Saul pela a sua aparência e errou consideravelmente em sua escolha, ( cap.8, 9 e 10; cap.13 ref. Num.3.10,38).

Jessé fez passar diante de Samuel o segundo filho, Abinadade, sendo este também rejeitado. Fez passar também a Samá, e novamente é avisado pelo Senhor não ser o escolhido. Assim fez passar Jessé seus sete filhos adiante do profeta e não sendo nenhum deles. Samuel pergunta se ainda falta algum filho, o pai diz faltar o filho menor, pastor de ovelhas. Jessé manda buscar a Davi e o Senhor diz a Samuel é este o escolhido.

Aquele garoto ruivo e formoso de semblante e de boa presença, ainda adolescente era o escolhido, pois seu coração era segundo o coração de Deus. Jovem de coração sensível, compreensivo e dedicado ao Senhor.

A tendência humana e julgar as pessoas pela aparência, isto é justificado a princípio por não possuir o homem a onisciência, atributo absoluto de Deus, mas por outro lado é fruto da precipitação e da falta de sensibilidade do coração. Antes de julgar pela aparência é preciso lembrar o exemplo do sepulcro caiado que apresenta aparente beleza, porém em seu interior grande podridão (Mt. 23.27).

Cabe salientar que não é todo lindo vaso detentor de um interior corrompido e nem mesmo todo vaso simples perfeito interiormente, todavia, a avaliação apenas pela beleza implica em falta de sabedoria e conhecimento de Deus. 

Quantas vezes as pessoas são bem recebidas nos clubes, agremiações e etc., por sua aparência e posição na sociedade e as pessoas mais simples são desprezadas; todos devem ser bem recebidos e bem tratados. Infelizmente até na igreja este falso critério é utilizado. Os olhos humanos muitas vezes levam a julgamentos errôneos, pois são facilmente ludibriados pela aparente beleza.

A beleza que os olhos buscam na aparência física das pessoas em detrimento do conteúdo interior de cada um, decorre da deficiência da alma, deficiência esta adquirida da natureza adâmica, ou seja, natureza pecaminosa que desajustou o coração do homem em consequência de sua queda. Assim procura-se nas pessoas aquilo que o engano do coração induz; lembrando o que diz as sagradas letras: "Enganoso é o coração mais que todas as coisas, e perverso quem o conhecerá?" (Jr.17.9-10), e só o Senhor o pode discernir.

Os pensamentos do homem são limitados e incoerentes por isso diz o Senhor que os seus pensamentos não são como os pensamentos do homem. Somente a incessante busca da presença de Deus fará com haja crescimento. 

Através de uma vida de oração, jejum, vigilância e meditação da Palavra de Deus o Espírito Santo capacita o homem com dons. O Espírito Santo gera no homem o discernimento e entendimento da vontade de Deus. (Sl.94.11, Is.55.8,I Co.12.1 -11)

CONCLUSÃO: Para ver como o Senhor é preciso aproximar se d'Ele, imitá-lo. A busca pelo Espírito Santo leva o homem ao crescimento espiritual e mortificação da natureza carnal. O Espírito Santo leva o crente ao ápice da vida cristã concedendo ao que o busca o Seu fruto. (Gl. 5.23 ref. I Co 13.1 - 13)

ORAÇÃO: Senhor dá-me um coração igual ao teu, ensina a entender o teu quer e ouvir a tua voz, ensina-me a viver para que possa encontrar um coração sábio.

LEITURA DE I SAMUEL 16.1 - 13
Tenham todos um dia de grandes vitórias e de leitura da Palavra!

Por João Batista
Mensagem original aqui.