Eu Conheço o Mar

OSÉIAS 6.1-3

"Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a sua vinda é certa…" (Os 6.3.)

Um menino de oito anos de idade viajou pela primeira vez ao litoral. No caminho,enquanto as lindas paisagens de árvores e montanhas se sucediam majestosamente diante de seus olhos, ele só pensava no momento de ver o mar.

Como seria? Suas águas eram azuis ou verdes? A água era mesmo salgada? Finalmente chegaram. A amplitude do mar, o barulho das ondas quebrando na praia, as nuances de cores sobre a superfície, o sabor salgado em sua boca. Tudo era maravilhoso para ele. E o menino corria pela margem espirrando água, levantando os braços para o alto e gritando:

“Eu conheço o mar!” Ao encontrar um velho pescador que arrumava a sua rede, tocou-lhe nos ombros e disse eufórico:

– Moço, eu conheço o mar!

E o velho pescador, acostumado com as ondas, vivendo das aventuras e da própria vida do oceano, disse ao menino:

– Filho, eu também conheço o mar.

Logo no início de nossa jornada com o Senhor, também gritamos a todo o mundo: “Eu conheço Jesus!”

Apenas tocamos na orla de seu manto e já provamos o seu grande amor e poder. Contudo, à medida que a nossa comunhão com ele aumenta, vamos provando da sua ? delidade, compaixão, bondade, justiça, verdade e poder. E vamos nos tornando “velhos pescadores de almas”, podendo dizer como Paulo: Sei em quem tenho crido e estou certo de que ele é poderoso (2Tm 1.12).
Conhecer Jesus é a mais linda aventura da vida.

É mergulhar no oceano do amor, é aprender a ser bom com o Senhor, é caminhar, alimentar do sabor da sua mesa de dons, ouvir de seus lábios os sons que nos trazem coragem, e então prosseguirmos viagem até o seu reino, pois aqui estamos só de passagem.